Quarta-feira, Maio 31, 2006


[ polegares, polegares, onde estão? ]

Diversão inútil, tosca, besta, nada a ver e completamente nonsense. É disso que se trata.
Justamente por esses motivos, a gente linka essa grande porcaria e admite publicamente: sim, nós gostamos dessa tosquera e não, nós não temos nenhum compromisso com a qualidade, afinal já nos vendemos para o sistema por um copo de álcool.
Nós somos a escória mas nos divertimos muito.

***

A dica do link é um oferecimento do leitor MOP, que também atende por LOP, GOP, FOP, NOP, ROP e CE, mas esse último é apenas para os íntimos.
Também vem dele a dica hot: A Bruna Little Surfer tem um site que vende sabonete. É, mas eu não vou botar link não! Tá pensando o que meu filho?

Como vocês podem ver, MOP é um pesquisador sagaz de links essenciais para a sobrevivência de qualquer nerd...ele "mexe com informática", essas coisas. Vocês entendem.

Reclamaram da Conta:


[ pão na chapa informa ]

Estamos com pobremas ténicos de ordem ténica a nível de layout.
Logo o pobrema será resolvido. Ou não.

Reclamaram da Conta:


[ coisas que um dia eu gostei...]

... mas hoje, bleargh!

. adriana calcanhoto (milianos atrás, hoje ...bah)
. adriana partimpim (definitivamente tenho problemas com a moça)
. cristina aguilera (é)
. mule (ainda tenho alguns mas meu pé se recusa)
. minissaia (o tempo, esse miserável)
. catchup com comida (urgh!)
. batom vermelho (oras... eu vivi plenamente os anos 80 meus filhos)
. boate/danceteria/discoteca/lugares para dançar (no, thanks)
. doce de leite (quando era criança era bom, hoje acho enjoativo *nem vamos falar em calorias*)
. danoninho (comi esses dias, quem foi o féla que mudou o danoninho?)
. ombreiras (hoje no more - por motivos óbvEos)
. coturno (eu já fui adolescente)
. prince (o que ele virou hein?)
. tornozeleira (afff...como eu era brega meu pai!)
. campari, san remy e outras bebidas desse naipe (o que é? nunca tomou um porre de san remy?)
. curvex (eu nasci praticamente sem cílios, mas hoje já aceito o fato)
. esmalte ameixa (hmmm...sei lá entende?)
. anel no dedão (é...)
. amendocrem ou pasta de amendoim (ou era melhor ou os de agora são péssimos)
. miojo sabor camarão (sinceramente? não sei como eu um dia gostei daquilo)
. meia fina (só de pensar...arghhhhhh!)
. jogar buraco (tem coisa mais chata?)
. brinco de argola (eu e as argolas nos separamos definitivamente)

Ai, ai. Mudar também é bom né?

Reclamaram da Conta:


[ ... ]

O layout sumiu aí também?

Reclamaram da Conta:

Terça-feira, Maio 30, 2006


[ tira o tubo ]

Chapa X Tourmaline Íon, a única com turmalina - um mineral que emite naturalmente íons negativos.
A turmalina tem o poder de potencializar os íons negativos emitidos pela chapa, minimizando a eletricidade estática dos fios, deixando os cabelos mais macios e com um brilho radiante.


Chapinha com turmalina, vejam vocês. É íon pra cá, íon pra lá e o cabelo...ah, radiante!

Nada como um mineral fervendo na cachola né não minhas gente?
O que esse povo não faz por um cabelo liso.

Reclamaram da Conta:


[ santa dificuldade batman ]

Para mim o PCC está controlando a venda de ingressos para shows em SP. Porque, bicho, só isso explica que a gente não consiga comprar ingresso para NENHUM SHOW BOM nessa porcaria de meca-da-cultura-cidade-que-não-para-metrópole-e-o-escambau.
Nem Cirque du Soleil nem Marisa Monte.

Sucks.

Reclamaram da Conta:


[ da série porque nós amamos a copa do mundo ]


Francesco Totti (Itália)

Reclamaram da Conta:


[ dos casamentos perfeitos ]



Queijo com goiabada, arroz com feijão, bonnie & clyde, macarrão com queijo, pão com manteiga, leite e toddy, shoyu e wassabi, simon & garfunkel... e Sinatra e Tom em Jobim Sessions (1967).

So delicious.

Reclamaram da Conta:


[ blogolisses ]

O Mc Argentinha é uma justa homenagem ao país em questã. A cenoura não tem gosto de cenoura, o repolho não tem gosto de repolho, o vinagrete não parece vinagrete, o queijo "emmenthal" (piada né?) é aquela mesma meleca amarela dos outros sanduíches e a carne, bem ... a "carne" é aquela mesma de sempre.
Tudo exatamente igual a tudo na rede de lanches do palhaço assustador (eu tenho medo dele).

Meu primo Samuel, sábio como todos nessa família, já dizia: "Ex mulher é que nem Mc Donalds. A gente sabe que não presta mas de vez em quando a gente come". Hohoho. A sabedoria nessa família é herança genética.

E eu, a mais sábia entre as sábias, ainda vou insistir nos outros seis sabores porque, vocês entendem, eu sou brasileira, loira, e não desisto nunca.
Além disso, eu já me vendi para o sistema faz tempo.

***

Na fila do supermercado a mulher atrás de mim encontra uma amiga. Beijinhos, beijinhos e a amiga pergunta "ué, passou rápido por aqui hoje? vai levar só isso?"... no que a outra responde: "é, naquela semana dos ataques terroristas nós compramos comida suficiente para uns oito meses, estocamos tudo... agora venho buscar só umas coisinhas que faltaram".

Como assim Bial? A mulher estocou comida para oito meses? Oito meses?

Vem cá, eu perdi alguma coisa ou esse povo é apavorado demais?

***

Sim, eu vou estar fazendo aniversário em breve.
Sim, eu vou estar ficando mais velha.
Mas, não, eu não vou estar informando a idade.

***

O Cabamacho manda avisar aos hereges que na gravação original de Hey Jude, dos Beatles por supuesto, no ponto 5:32 segundos dá para ouvir a bizarra frase "pega o cavaquinho".

Já vou logo avisando. Eu não tenho nada a ver com isso.
Nem de Beatles eu gosto.

***

Já não estava bom ser bonita assim?


Ainda tem que casar com o Keith Urban?
Vá pro inferno.

***

Procura-se pessoa que assista Irritando Fernanda Young e goste do programa.
Não pagamos nada mas indicamos um bom psicanalista.

***

Quem já está sentindo calafrio de saber que vai ter overdose de Galvão Bueno nos próximos dias põe o dedo aqui.

Reclamaram da Conta:

Domingo, Maio 28, 2006


[ blogamenidades ]

Mais um final de semana visitando as dependências do Hospital Santa Paula. Isso tem acontecido com tanta frequência que eu já consigo reconhecer os rostos das enfermeiras. Sei quem é a mais meiguinha, a gorducha que virou enfermeira porque nasceu na época errada e não conheceu Hitler (era daria uma óóótima torturadora), o enfermeiro gay que é um a-m-o-r ...enfim. Definitivamente isso não é um bom sinal.
Dessa vez o resultado da visita é uma linda bota de gesso, cano longo, branca (agora pode porque a Leona usa), até o joelho. Mas, está no pé do maridón.
Pobre coitado.

***

O que foi esse final da segunda temporada de Lost, hein? Medo.
Eu nunca confiei naquele Henry mas o Michael... pisou na bola.

***

E o American Idol então? Eu já sei quem ganhou, óbvio. Eu sempre vou lá e pescoço antes de assistir, assim já assisto sabendo quem saiu, quem ficou e dessa forma não sofro de ansiedade.
A vida podia ser toda assim que eu ia achar bom. Ia perder um pouco a graça, eu sei, mas também ia poupar muiiiita angústia.

***

Meu marido precisa de um par de muletas. Por enquanto...prazer, las muletas soy yo.
Onde eu alugo muletas no domingo?

Reclamaram da Conta:

Sexta-feira, Maio 26, 2006


[ recado ]

Pessoas carentes, ocupadas, neuróticas, nonsenses e depressivas por favor ME ERREM. Cliquem no X da minha vida e sumam.

***

Para bom entendedor meia palavra ba.

Obrigado.

Reclamaram da Conta:


[ na real ]

Vamos desmistificar gente. Um número de IP sozinho não faz verão.

Reclamaram da Conta:

Quinta-feira, Maio 25, 2006


[ x-men 3 ]

3? Como assim 3?
Olha, juro que eu já assisti um filme desses mas... parece que foi em outra vida.
Afinal, qual é a desses super-heróis mutantes hein? (eles são mutantes né? ou todo super-herói é mutante?)

Definitivamente, minha mente apaga qualquer registro quando o assunto é filme de super-heróis, quadrinhos e afins. Eu assisto, mas todas as informações vão para o bad block do tico AND teco, o limbo da armazenagem de informações, o buraco negro do meu céLebro.
Impressionante. Eu devo ter problema.

Reclamaram da Conta:


[ i malvados ]


Reclamaram da Conta:

Quarta-feira, Maio 24, 2006


[ tchongas ]

E aqui no mundo real fui incumbida de fazer o trabalho mais boring dos últimos tempos. Um servicinho braçal, mecânico e demorado, no qual eu vou passar as próximas muitas horas ou até (bata na madeira) dias.
Estou insuportavelmente entediada.


Reclamaram da Conta:


[ das coisas da vida ]

Por conta de uma polêmica festa para blogueiros que rolou no último final de semana, festa na qual eu estive presente por sinal, eu andei lendo uma pá de blogs por aí e pra falar a verdade bem verdadeira achei tudo muito chato. Acho que até o presente momento eu ainda não tinha me dado conta do quanto a pessoa, enquanto auto-denominada "blogueira", pode ser chata.
Cara, eu li as coisas mais diversas sobre a festa, sobre a atividade de 'blogar', sobre a manipulação das massas e das maçãs, sobre "se vender para o sistema", sobre o tal marketing de guerrilha, sobre o fato de estar acima de uma merda comercial qualquer, enfim, li o escambau e achei tudo muito, muito chato. Até que o que não li eu achei chato (ok, essa você talvez não vá entender). Enfim, me dei conta de que tem gente que só porque escreve um blog (vamos partir do princípio que todo mundo tenha em mente o que É um blog tá?) e porque esse blog, vá lá, tem um certo número de acessos, pronto, a pessoa se acha a última coca-cola gelada do deserto. E, vamos combinar que prepotência é uma coisa chata pracarái.

Daí que essas pseudo celebridades da blogosfera além de prepotentes são muito cansativas. Eu vi blog de toda a espécie, raça e cor, com tema, sem tema, com escritor, aspirante a, jornalista, promotoras de eventos, adolescentes, pessoinhas cool e outras nem tanto e não vi nada que realmente valesse a pena, a visita, o tempo gasto em linhas e mais linhas de um monte de idéias jogadas aqui e ali.
E foi aí que deu o estalo maior - esse blog aqui tem que entrar nesse mesmo balaio. Li e reli o que eu mesma escrevo e me achei chata, cansativa, repetitiva, exatamente como a maioria daqueles blogs que visitei. E aí que eu pensei, pela primeira vez em cinco anos, o que eu realmente estou fazendo aqui, pra que serve isso aqui, qual a razão disso tudo e o que é pior, porque eu admirava até hoje pessoas que no fundo no fundo não passam de um bando de malas e com as quais eu sentia até uma certa afinidade (e isso foi duro admitir).
E sabe o que eu descobri? Que não tem razão nenhuma. Que escrever um blog pode transformar algumas pessoas em ególatras, as que se sentem formadoras de opinião, que se acham copiadas, idolatradas, que tem séquitos de leitores-admiradores que um dia podem lhe render algum caraminguá...enfim. Vi que no fundo todo mundo que escreve uma merda qualquer quer algum tipo de mérito, crédito, sucesso... Todo mundo. E eu fazendo parte desse mundo.

Cara, eu achei isso tudo chato pra cacete. Entrei em crise porra.

Reclamaram da Conta:


[ salame ]

Sim, nós vamos comentar a Copa do Mundo, como fizemos quatro anos atrás. Vamos fazer isso porque, assim como outros cento e tantos milhões de criaturas habitantes dessa terra, nós não sabemos nada de futebol, não temos dinheiro para viajar até a Alemanha e achamos a Copa a oportunidade perfeita para matar o trabalho, encher a cara de cerveja e escrever/falar coisas que nós não fazemos idéia do que se tratam, como escalação técnica por exemplo.
E para provar que essa cobertura fará sucesso no (argh!) país-de-chuteiras, vamos começar fazendo um comentário técnico e extremamente pertinente:

O Ronaldinho está gordo.

É eu sei. Nós levamos jeito para a coisa.

Reclamaram da Conta:


[ deu no josias ]

Comunicado do PCC prega voto no PT contra o PSDB

Como informa o próprio texto, a mensagem política do tal comunicado foi sumariamente ignorada, tanto pelo Governo Federal quanto Estadual.
Eu li e reli o post mas não consegui entender porque diabos uma facção criminosa convocando seus comparsas a votar no PT não pareceu importante aos olhos de quem deveria.
Porque uma coisa é a badidagem lá, controlando o crime, o tráfico e afins. Agora, outra coisa é quando a criminalidade resolve fazer "política". Tudo bem que a gente já tem muitos criminosos no Governo mas tomar conhecimento que o PCC é explicitamente petista é de assustar. Mais assustador ainda é todo mundo achar muito normal um comunicado dessa natureza, como se agora fosse normal os marginais darem pitacos na política.
Era só o que faltava. Nada prova mais o quanto na merda nós estamos do que saber que a bandidagem toda quer a coisa continue exatamente como está.

E se só isso não bastasse ainda tem mais essa no Josias - Lula condena oposição por portar-se como o ex-PT.
Bem, quanto a isso nenhuma palavra aqui é necessária, vá lá, leia o post e depois, se puder, tenha um bom dia.

Reclamaram da Conta:

Terça-feira, Maio 23, 2006


[ voar, voar, subir, subir ]



Acabo de saber (atrasada, pra variar) que os Mutantes voltaram e com a Zélia Duncan (!!!).
Não sei que espécie de notícia é essa, se é uma notícia ou uma ameaça e nem sei onde é que a Zélia Duncan se encaixa nessa mas na verdade isso não importa.
Já que os mortos estão ressurgindo das cinzas o que eu quero mesmo saber é quando é que o Biafra vai voltar.
Porque, fala a verdade, ninguém mais aguenta de tanta saudade né não?

Reclamaram da Conta:

Sexta-feira, Maio 19, 2006


[ a chibata tá chiando ...]

... os ites estão atacando, a chapa tá quente e eu tô cantando pra subir, seja lá o que for isso.
Mas fiquem frios porque o PCC não está envolvido no meu sumiço.

Volto assim que (e se) o mundo parar de despencar por aqui.

Reclamaram da Conta:

Quarta-feira, Maio 17, 2006


[ monga la monga ... monga, monga, monga ]

Chapeira - Alô, Fulano está? Aqui é Chapeira retornando uma ligação dele...
Pink, do outro lado da linha - Fulano não está, quem gostaria?
Chapeira, com um leve suspiro - Chapeira
Pink, no mundo da lua - Sobre o que seria?
Chapeira, a irritada - Isso é ele quem tem que me dizer já que foi ele quem me ligou primeiro
Pink, com tico e teco de férias forever - Ele conhece a senhora?
Chapeira, pedindo que um raio parta a cabeça de Pink, a iNguinorante - Bom, se ele me ligou eu parto do princípio que ele saiba quem eu sou e o que quer falar comigo, certo?
Pink, cujo pouco cérebro está ocupando cantando mentalmente "ela só pensa em beijar, beijar, beijar, beijarrrrrr" - Não entendi
Chapeira, mandando pink pra as profundezas da p* que o p* - %¨$#@!

Ah, o telefone...

Reclamaram da Conta:


[ os mano deru a ordi ]

Tá, então fizeram acordo com a maloqueiragem certo?
Tá, e se for? No Rio a bandidagem domina faz tempo, só aqui isso parece ser novidade.

Não dizem que a corda sempre arrebenta do lado mais fraco? Responda então qual é o lado mais fraco nessa história?

Então... simbora povo tocar a vida porque as mudanças, se acontecerem, vão demorar mais uns quinhentos anos e não há de ser o Taturana Limbo quem vai promovê-las.

Manda quem pode, obedece quem tem juízo. A chapa é quente e o bagulho é doido pessoas.
Simbora.

***

Argh! O que é essa profusão de ditados clichês Chapeira? E esse linguajar malaco?
Uai. É pra combinar com a questã. Eu tô entrando clima oras. Os caras agora não são os chefes? Então.

Reclamaram da Conta:


[ zóio-da-cara ]

Eu só queria entender que estranho pacto existe entre os laboratórios e clínicas médicas que faz com eles só contratem gente extremamente incompetente para atender nas recepções e afins. Botam uma manezona qualquer, metida nesses uniforminhos xinfrins, geralmente um terninho muito do mau cortado, com aqueles indefectíveis lencinhos no pescoço (alguém disse que aquilo é chique? só pode ser), aquele coque xexelento cheio de gel, aquele mesmo gerúndio do inferno e a mesma falta de cérebro, sempre.

Hoje, além de pagar cento e oitenta pilas por um exame que o convênio não cobre porque o ministério da saúde ainda não tem o maldito na lista de exames, ainda tive que "tretar"* com a atendente, uma sujeita mais maquilada do que atriz de novela mexicana. E olhe que eu ainda fui fina, fosse em outro dia de maior nível de azedume e a Maria do Bairro lá ia ouvir poucas e boas.
Tá, seu sei que muitas vezes elas nem são 100% culpadas afinal, as clínicas e laboratórios são responsáveis pelo treinamento dessas pessoas, mas acontece que eu já estive do outro lado do balcão baby e sei que um pouco de cérebro e vontade de pensar não faz mal nenhum. Mas ainda me assusta ver que certas pessoas são programadas para não pensar e simplesmente não conseguem agir fora do script que conhecem, raciocinar mesmo, por conta própria.


***

*Tretar é coisa de mano. Mais um pouco e eu viro cori ... enfim, mais um pouco e eu passo a torcer para aquele time mezzo mano mezzo argentino.

***

O mundo continua conspirando para que eu volte para o limbo.
Rá. Mas eu sou forte.

Reclamaram da Conta:

Terça-feira, Maio 16, 2006


[ das profissões modernas ]

Escuta pobraiada, quando vocês vão no salão e pedem para tirar a sobrancelha lá vem a manicure fazer o seLviço, né?
Então realmente vocês são out porque se fossem finas e frequentassem o salão do W Nunes e outros de classe AAA de São Paulo, esse seLviço seria feito por nada mais nada menos do que um designer de sobrancelhas, uma pessoa assim... especialista, um conhecedor profundo dos mistérios sobrancelhais, uma criatura que saca tudo de design a 'nível de' rosto, uma fofurinha antenada, cheia de estilo e que é capaz de transformar seu rostinho mais-uma-na-multidão em uma cinderela moderna munido apenas da boa e velha pinça.
Ele vai fazer o mesmo seLviço da Rita, sua manicure, mas vai cobrar - anote aí benhê - 10 vezes o valor. Isso mesmo, por oitenta pilas você ganha uma sobrancelha feita por designer.

É tanto oportunidade de serviço desperdiçada num é não? Eu com aquele diploma do Senac que tenho enrolado lá em casa podia ter virado uma designer de sobrancelha vejam vocês, e a essa altura eu estaria por aí, faturando oitenta pilas por 30 minutinhos de trabalho.

Minha mãe é que está certa "quem nasceu para burro, nunca chega a cavalo".
Ditadinho besta sô.

Reclamaram da Conta:


[ fecha a luz, apaga a porta ]

A ser humana ouvindo Woman in Love, incorporada numa Barbra Streisand, em pleno ambiente de trabalho, em volume máximo, cantando (?) junto e achando que a vida vale mesmo a pena.

Ah, nada como tudo voltar ao normal né não?

Reclamaram da Conta:

Segunda-feira, Maio 15, 2006


[ nonsense ]

No meio do caos o que mais aparece é gente cheia de idéias, gente que sabe exatamente o que falta no sistema carcerário, gente que tem absoluta convicção do que precisa ser feito e como precisa ser feito. Enfim, no caos aparecem os especialistas - gente que se alimenta de reportagens, pega uma coisa aqui, outra alí e pronto, vira expert em segurança.

Eu digo, nessa hora sai muuuuita merda de certas cabeças pseudo-pensantes. Até a criatura mais alienada que eu conheço hoje me apareceu falando em penitenciárias-agrícolas, presos produzindo cana-de-açucar, prisões subterrâneas...afff.

***

P.S: Pessoas já me escreveram pra dizer que compartilham comigo as tais teorias conspiratórias. Parece que eu não fui a única que pensou essas coisas.

Reclamaram da Conta:


[ faixa de gaza ]

Se você não está em São Paulo tenha um bom dia, um bom começo de semana.
Agora, se você está aqui, como eu, isso provavelmente não será possível com oito empresas de ônibus sem circular, rodízio de veículos suspenso, uma porrada de semáforos desligados, batidas policiais em quase todas as avenidas importantes e uma espécie de incredulidade que paira no ar junto com a pergunta inevitável - onde nós vamos parar?. Sinceramente eu não sei.

Sobre essa onda de violência que atingiu SP nos últimos três dias eu tenho cá comigo uma teoria. Mas, é uma teoria muito, muito conspiratória por isso acho melhor eu ficar na minha.

Mas os faCtos hão de provar que eu estou certa.

Reclamaram da Conta:

Sábado, Maio 13, 2006


[ fim dos tempos ]

Se você passa uma noite cercada de muitas Originais geladíssimas e muito, muito vinho bom e acorda assim, sem nenhuma ressaca, é porque tem algo de muito errado acontecendo, não acha?

Reclamaram da Conta:

Sexta-feira, Maio 12, 2006


[ que conste nos autos ]

Eu odeio frio. Com todas as minhas forças.
E odeio cacharrel. Muito.

Reclamaram da Conta:


[ enfim, a luz ]

Sabe o que vai me tirar do limbo de vez? Um CD que está sob a minha mesa com TODOS OS EPISÓDIOS (A SÉRIE C-O-M-P-L-E-T-A) da Caverna do Dragão.

Deus existe.

Iuhu!!!

Reclamaram da Conta:


[ e por falar nisso... ]

... já reparou que as mães estão, timidamente, ganhando o mundo virtual? O que tem de mãe acessando a internet por aí é assustador. E mãe no Orkut? Meu pai! Mãe no Orkut é castigo né não?

E sabe o que mais? Minha mãe ganhou um computador. E, pior, fui eu quem deu. E, pior ainda, ela disse que quer "instalar internet".
Ela ainda está aprendendo a mexer no mouse (já quebrou um inclusive) mas já dá sinais de que está curtindo. Medo.

Que a palavra Orkut não chegue aos seus ouvidos.

Amém.

***

E a própria acaba de me ligar porque o que ela estava digitando "sumiu". Haja.

Além da consultoria de informártica ela me ligou para contar que sonhou que estava em uma lambreta com o Gianecchini na garupa e com meus dois cachorros numa cestinha na frente. Que cena meiga. Perguntou se eu sabia o que isso queria dizer. Rá! Pode uma coisa dessa?
Eu lhe disse que sonhar com o Gianecchini tem uma explicação digamos... hormonal. Agora, a lambreta e os cachorros eram só coadjuvantes. Acho que ela estava mesmo era interessada no Gianecchini.
E quem é que pode culpá-la né? ;-)

Reclamaram da Conta:


[ lição de casa ]

A terapeuta me pergunta em que mãos eu entregaria minha vida se, por qualquer motivo, não tivesse mais condições de administrá-la (é uma especulação apenas, fique registrado).
Bom, pensando racionalmente acho que a imensa maioria das pessoas escolheriam a mãe. Ou pelo mneos aqueles que tem mãe provavelmente não relutariam em entregar sua vida aos cuidados dela. Eu não.
A resposta para a pergunta eu ainda não tenho, ficou como lição de casa, mas a certeza de que eu não entregaria minha vida nas mãos da minha mãe é ao mesmo tempo confusa, estarrecedora, libertadora e...constrangedora. É tudo isso e mais um pouco mas... não é propriamente uma surpresa. Minha relação com a minha mãe vive há 35 anos em uma montanha-russa sem botão off. Um sobe e desce full time.

Já reparou como a maioria das pessoas tem com a mãe uma relação de plena confiança, uma idéia de conforto, de segurança? Óbvio, não é regra, mas é assim quase sempre. Mesmo que a família ao redor viva aos trancos e barrancos, geralmente se tem na figura da mãe aquela que acolhe, que é capaz de enfrentar o mundo para te proteger.
Minha mãe não é tããão diferente disso. Ela tenta pelo menos, mas está muito longe de passar essa imagem de segurança, até porque ela sempre dependeu emocionalmente muito mais de mim do que eu dela. Não que eu não tenha precisado. Precisei sim, mas por n razões a coisa não se deu assim como...diria...por "vias normais". A relação custou a decolar e ainda hoje engasga muitas vezes.

E sabe o que é mais complexo? Eu não confio na minha mãe como a maioria dos filhos confia, mas eu a amo do mesmo jeito que (quase) todos os filhos são capazes de amar uma mãe.

Na nossa contabilidade familiar felizmente o amor ainda vem levando grande vantagem sobre todo o resto. Thanks God.

***

Nada não. É só lição de casa povo.

***

E eu ainda não achei a resposta para a pergunta da terapeuta. Sabe porque? Porque eu não confio em mais ninguém além de mim.
Shit.

***

Ok. Vou renovar com a psicóloga por mais uns cinco anos.

Reclamaram da Conta:


[ chicos ]

Se a gente jogar um fósforo aceso na Bolívia será que ela não explode não?

***

Olha a Bolívia pode ter gás, mas cabeleireira lá num tem não né?


Que cabelinho é esse?

***

Num é lindo ver o Evito e o Chavito esmagando las bolitas do Lulita?

***

Sinceramente? Eu quero que a Bolívia queime.
Burn Evito Moralito burn.

Reclamaram da Conta:


[ direto do túnel ]

O que é isso? Será uma luz lááááá no fim?

...

OH NÃO!!!
Cacete. É o tremmmmmmm!

Reclamaram da Conta:

Quinta-feira, Maio 11, 2006


[ ... ]

Escrever o que?

Que eu tive um pití master as nove da manhã por um motivo que, juro, nem sei?
Que horas depois eu tive outro pití, dessa vez menor, na farmácia do Cobasi porque o cara não queria me dar logo o Panacur?
Que eu almocei um espaguete xexelento, com almôndegas xexelentas em uma padaria mais xexelenta ainda mesmo estando com a gastrite atacada em volume máximo?
Que eu estou inchada, gorda e com TPM mode on?
Que meu cabelo está um lixo e gritando por uma hidratação?
Que a minha mãe me deixa louca?
Que eu sinceramente não aguento mais ouvir falar de política?
Que eu sei que tem pessoas que vieram ao mundo com o único propósito de me irritar?
Que, se uma criatura não é capaz de atender um telefone e anotar um recado, não necessariamente ela mereça o corredor da morte muito embora seja exatamente lá que você gostaria de colocá-la nesse momento?
Que pessoas que ouvem Hang Up com-pul-si-va-men-te merecem queimar no fogo do inferno?
Que relatórios de lucro presumido e leis sobre o simples paulista são um pé no meu saco?
Que pessoas que não entendem a TPM enquanto distúrbio hormonal, emocional, sexual e espiritual deviam ter seus olhos arrancados e suas unhas espetadas com filetes de bambú?
Que eu acho que o Brasil vai tomar um fumo na Copa do Mundo?
Que o Lord da Reforma Eterna, o Mestre da Construção Civil, Sr Javalci, fez que ia mas não foi de faCto?
Que a tinta nunca dá?
Que meu humor foi pro saco definitivamente e que hoje não haveria liquidação da Corello com 99% de desconto que me tiraria do limbo da gastrite eterna?
Que aquele programa Ídolos da emissora do Seu Abravanel não chega nem aos pés do seu original da terra do Tio Sam?

Dizer o que meu Deus?

Que eu estou de mau humor?
Precisa?

***

Fui convidada para um (ou uma?) Brit-milá, a tal cerimônia da circuncisão dos bebês meninos judeus. Um casal judeu amigo meu teve um bebê judeu (puxa!), vai fazer aquilo que os judeus fazem com seus filhos homens e me chamaram para assistir, participar, comemorar, sei lá.
Perguntei para meu amigo se vai ter sangue. Veja bem, no meu humor atual tudo que eu menos preciso é de uma cerimônia que eu não entendo e que tenha sangue envolvido.
Sabe como é... estou a um passo de um surto completo e sinceramente não queria que ele acontecesse numa sinagoga.

Meu amigo disse que é light e que eu aguento. Sei.
Vou alí consultar o código de etiquetas para ocasiões como essa e rezar para que esse cálice do azedume se afaste de mim.

Até domingo eu desopilo. Ou não.

Reclamaram da Conta:

Quarta-feira, Maio 10, 2006


[ irc ]

Só o Hidróxido de Alumínio salva.


Reclamaram da Conta:


[ pedido ]

Querido Deus,

Eu quero uma crise de amnésia igual a do Silvio Pereira. Se não for possível, pode me dar só a mesma cara-de-pau que já me adianta um lado.

Agradecida

Reclamaram da Conta:


[ equação ]

Que bizarro resultado pode ser obtido através da soma de TPM + inferno astral + crise de gastrite, tudo junto agora?

Sei. Eu não acredito em inferno astral mas que isso explicaria muita coisa, ah explicaria. Do contrário, vou ter que acreditar que eu estarei insuportável assim para sempre. Ui. Danou-se.

Reclamaram da Conta:


[ amizade ]

Amiga que é amiga é solidária, prestativa e ainda te acalma fazendo a sua compulsão parecer fichinha.

Pelo MSN...

- Amiga, o que são essas bolsas? Tô ficando doida!
- Ah Chapeira e eu então??? Tô alucinada nessa carteira festa...
- É linda... a gente podia ir lá qualquer dia desses né?
- Ah sim, mas só mais pra frente porque agora eu tô dura
- Okey, a gente marca...

... 30 segundos depois ...

- Ah, quer saber? Vou comprar agora!
- Ahn?
- Tô ligando lá... essa carteira vai ser minha. Fudeu.
- Vai comprar? Mas você não tá dura criatura?
- Tô, mas phoda-se... vou deixar de pagar alguma conta esse mês
- ....
- Comprei!!!

Ai ai... é tão bom ser assim tão... controlada.

Reclamaram da Conta:


[ santa compulsão batman ]

O que é isso meu pai? Complô para me levar à falência completa?
O que essas designers têxteis estão querendo? Dominar o mundo?

Afff. Tô frita.

Reclamaram da Conta:

Terça-feira, Maio 09, 2006


[ lachesis muta * ]



Isso que eu chamo "ter sangue no olhar".

Vá de retro coisa ruim.

Reclamaram da Conta:


[ good news ]

Estou com tendinite.

Reclamaram da Conta:

Segunda-feira, Maio 08, 2006


[ o pintor, agora, por telefone ]

"Ô Dona Chapeira num tenho boa notícia não! A senhora vai ter que comprar mais uma lata de tinta que essa aqui deu não, visse?"

Visse. Ô se visse.

Reclamaram da Conta:


[ i carry your heart ]

"I carry your heart with me
(I carry it in my heart)
I am never without it
(anywhere I go you go, my dear;
and whatever is done
by only me is your doing, my darling)

I fear no fate
(for you are my fate, my sweet)
I want no world
(for beautiful you are my world, my true)
and it's you are whatever a moon has always meant
and whatever a sun will always sing is you

Here is the deepest secret nobody knows
(here is the root of the root and the bud of the bud
and the sky of the sky of a tree called life;
which grows higher than soul can hope or mind can hide)
and this is the wonder that's keeping the stars apart

I carry your heart
(I carry it in my heart)
..."


De E.E. Cummings, em momento lencinho no filme In Her Shoes.


So beautiful.

Reclamaram da Conta:


[ diário de uma reforma parte 4 ou essa p* não acaba? ]

Lembra que eu falei em 10 dias né? Então... já se foram mais de 20 e a reforma continua lá, firme e forte.
Já eu... bem, eu continuo viva. Nem tão firme e nem tão forte.

Meu Santo Protetor das Mulheres que Reformam, dai-me forças.

Reclamaram da Conta:

Sexta-feira, Maio 05, 2006


[ enquanto isso no incrível mundo das enquetes virtuais... ]

9 coisas que você quer muito:
1. Que uma pessoa que eu amo muito se cure de uma doença terminal
2. Fazer do meu maior hobby (cozinhar) o meu trabalho
3. Emagrecer
4. Entender a minha mãe
5. Ser mais paciente e menos estressada
6. Pintar o cabelo de chocolate
7. Trocar de carro
8. Um milagre financeiro que me dê condiçõe$ de fazer uma amiga feliz
9. Ganhar o bolão da Copa que estou participando

8 coisas que você usa todos os dias:
1. Roupa né? (dã)
2. Lingerie
3. Computador
4. Carro
5. Talheres
6. Escova de cabelo
7. Sabonete
8. Escova de dente

7 coisas que te irritam:
1. Gente lerda
2. Gente falsa
3. Gente sonsa
4. Gente preconceituosa
5. Trânsito
6. Telefone
7. Motoboys
8. Burrice
9. Injustiça
10. Errar (embora isso nunca aconteça, claro)
(7 é muuuito pouco)

6 coisas nas quais você toca todo dia:
(que catso de pergunta estranha)
1. Chave
2. Teclado
3. Cabelo
4. Água
5. Porta do carro
6. Controle remoto

5 coisas que você faz todo dia:
1. Durmo
2. Como
3. Tomo banho (ah...era todo dia é? hohoho)
4. Uso o computador
5. Tomo um café preto

4 pessoas com quem você gostaria de passar mais tempo:
1. Comigo mesma
2. Minha família
3. Algumas amigas que foram pra longe
4. Regina, minha cebeleireira

3 filmes que você assistiria repetidamente:
1. Casablanca
2. Perfume de Mulher
3. Shrek

2 das suas músicas favoritas no momento:
1. Sorry - Madonna
2. J'ai deux amours - Madeleine Peyroux

1 pessoa com quem você passaria o resto de sua vida:
1. Comigo mesma (será que eu aguento?)

Reclamaram da Conta:


[ tira o tubo ]

Sabe aquele Chá de Fraldas que eu mencioneino no post abaixo? Bem, eu soube agora que não é nem Chá de Fraldas, é Churrasco de Fraldas.
A futura mamãe vai reunir uns amigos (nem são mais só mulheres também), assar uns espetinhos, abrir a casa para um bando de marmanjos bêbados loucos para arranjar uma desculpa para encher o rabo de cerveja e ganhar uns pacotes de fraldas para o pimpolho que vai nascer.

Eu me nego.


Reclamaram da Conta:

Quinta-feira, Maio 04, 2006


[ hoje é meu dia ]

E se o cliente é tão burro, mas tão burro, mas tããão burro que, mesmo você tentando não chutar o pau dizendo que ele é um asno da maneira mais subliminar e educada possível, ainda assim a criatura não entende?

***

E quem foi que mudou o tal Chá de Bebê para Chá de Fraldas?
Antigamente você podia até garimpar um presentinho bacaninha, personalizadinho, meigo. Hoje em dia, compra um pacote de fraldas descartáveis e tá valendo.

Afff, que coisa cafona meu pai.

***

Hoje eu estou tão azarada, mas tão azarada que o simples fato de estar aqui, sentada digitando já virou um ato perigoso. Para mim, bem entendido.
Com a sorte de hoje é capaz de eu pegar um vírus que vai sacar todo o dinheiro da minha conta (mas qual Chapeira?), fazer compras com meu cartão de crédito, sequestrar os meu cachorros, cancelar minha TV a cabo, me transmitir dengue, desligar meu freezer e no final ainda apagar meu HD.

Eu, hoje, não duvido de nada.

Reclamaram da Conta:

Quarta-feira, Maio 03, 2006


[ pênis et circus ]

Enquanto o Banco do Brasil faz a putaria acontecer alimentando o valerioduto através da Visanet, tudo bem. Agora, patrocinar uma exposição que tem entre os trabalhos uma obra que mostra dois pênis cruzados feitos com rosários religiosos, aí já não.
Porque, veja bem, uma coisa é foder com a grana de uma instituição que teoricamente é nossa, outra é foder com os símbolos mais importantes da carolada de plantão.
E qual a novidade não é mesmo? É a igreja fazendo o que faz desde sempre.

A matéria está aqui ó.

E eu não vou dizer mais nada porque a notícia em si já basta. Além disso, eu não quero nenhum grupo de beatas fervorosas atormentando a minha vida por aqui.
Meus pecados todos eu já estou pagando com essa reforma eterna.

Reclamaram da Conta:

Terça-feira, Maio 02, 2006


[ dogs na chapa ]

Em retratos de um feriado, o charme, a elegância, a aristocracia e o magnetismo canino de...


Elvis, o Dog, em momento "ah não, essa luz vermelha de novo?"

E ainda...


Vicky, a mais bela entre as belas com ar blasé de "sou linda mesmo, e daí?"

Reclamaram da Conta:


[ desjejum ]

Como alguém que fica "fora do mundo" por três dias pode com uma notícia dessas? Vamos lá, me digam que essa greve de fome do Garotinho não é séria.

Juro. Eu queria fazer um monte de piadas sobre isso mas todas já foram feitas. Rá!
É o que dá ficar se embriagando no feriadão enquanto o mundo está girando, literalmente, sob seus pés.
Mas também... fazer piada do que né? Imaginar o gordo do Garotinho reivindicando alguma coisa na política deixando para isso de comer já é comédia suficiente.

E eu estou de colar cervical o que me impede de gargalhar freneticamente.

***

upidêite
Ah vá... lê isso...
"...No espetáculo que se tornou a greve, o momento de maior dramaticidade foi quando Rosinha chegou acompanhada de seis dos nove filhos do casal, ao meio-dia.
Deitado com a luz apagada, Garotinho não se levantou para recebê-los. Em vez disso, todos se ajoelharam ao lado do sofá e rezaram. A filha Clara, 11, chorou muito. Depois, levantaram-se e abraçaram Garotinho. Ficaram na sala por cerca de 30 minutos..."


E eu ainda achando que precisava fazer piada. Pfff.

Reclamaram da Conta:

 

  Apartamento 309  
  Banho Maria  
  Bank Account  
  Biscoito Doce  
  Branco Leone: Um blog sem conteúdo  
  Cama, mesa e banho  
  Casa de Tonhão  
  Catarro Verde  
  Cumequié?  
  Diário Evolutivo  
  Drops da Fal  
  Gerolino  
  Imprensa Marron  
  Kibeloco  
  Médio B  
  Meditabundas  
  Mina de Letras  
  Miss Lexotan 6mg  
  Mulheres que amam demais  
  Na Cara do Gol  
  No mínimo  
  Nordestino Cabamacho  
  On The Road with Rosinha Monkees  
  Por um punhado de pixels  
  Philipinas  
  Rafael Galvão  
  Rainhas do Lar  
  Samambaias  
  Scarlet Letters  
  Sorvete de casquinho  
  Sorriso Lexotan  
  Starling  
  Trilhas e Versos  
  Um Olhar Crônico  
  Uma dama não comenta  
  Virtus Medium Est  
     
 
 
   
no balcão